PARÁBOLA ÁRABE SOBRE A FELICIDADE

“Contam os árabes, numa parábola muito bonita, que um xá da Pérsia (um rei ou imperador), dotado de uma melancolia profunda, absolutamente depressiva, próximo a morte, pede a um médico a cura para seu problema. O médico sugere que ele vista como remédio a camisa de um homem feliz. Mas tem que ser um homem completamente feliz para curar a melancolia do xá. E o vizir passa a procurar esse homem, mas todos têm alguma deficiência: “Sou feliz, mas minha mulher não me ama”; “Sou feliz, mas  não tenho tanto dinheiro quanto gostaria”; “Sou feliz, mas meus filhos são rebeldes”. Esse “mas”, essa adversativa, foi se multiplicando por todo o império. Até que os emissários do xá encontram nas montanhas um pastor. Perguntam-lhe se é feliz, ao que ele responde: “Sou completamente feliz. Não tenho nada que me falte, nada que eu deseja mais. Vivo a perfeita felicidade”. Pedem, então, que lhes dê a camisa. No entanto, o pastor não tinha nenhuma camisa porque a condição de sua felicidade era não possuir nada (FILHO, KARNAL, 2016, Pg. 19,20)”

Ser feliz é algo que muitos procuram ser. Ter um emprego dos sonhos, uma família daquelas de comercial de margarina ou uma vida de sossego e abastança é o ideal de muitos. E em nome deste propósito, alguns vivem seus dias correndo atrás de uma incerteza, ou de algo que não sabem se um dia terão e com isso vivem suas vidas infelizes, só pensando no futuro esquecendo-se do presente. Provérbios 15:16 diz:

“Melhor é o pouco com o temor do Senhor, do que um grande tesouro onde há inquietação”.

Acredito que ter limites e saber onde se quer chegar é o segredo para uma vida moderada e tranquila. Não adianta termos grana, fama e prestígio, e viver uma vida inquieta e infeliz.

O xá tinha dinheiro mais não tinha paz. O pastor não tinha nem uma camisa, mas era feliz. Ser feliz não depende do “ter”, e sim do “ser”. Esperar pelo dinheiro para se sentir realizado é caminhar para a decepção, portanto antes de buscar o “ter”, “seja”. Quem sabe aí você descubra que não precisa de tanto para ser feliz e o que acabar vindo será lucro.

                                                                                  

BIBLIOGRAFIA

FILHO, Clóvis de Barros, KARNAL, Leandro, Felicidade ou Morte, Editora Papirus 7 Mares, São Paulo, 2016

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Você pode usar estas tags e atributos HTML:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.