O SERMÃO DO MONTE PT 12: AUTOPROMOÇÃO

“Portanto, quando você der esmola, não anuncie isso com trombetas, como fazem os hipócritas nas sinagogas e nas ruas, a fim de serem honrados pelos outros. Eu lhes garanto que eles já receberam sua plena recompensa

Mas quando você der esmola, que a sua mão esquerda não saiba o que está fazendo a direita,

de forma que você preste a sua ajuda em segredo. E seu Pai, que vê o que é feito em segredo, o recompensará”  (MT 6: 1-4)

 Talvez uma das coisas que mais me dá asco é conviver com quem vive de aparência. Quem faz as coisas para se autopromover, e pagar de santo.

Há um tempo atrás eu li um livro chamado: Feridos em nome de Deus da autora Marília de Camargo César. E o que mais me impressiona no livro é o fato de muitos pastores serem vistos como santos e piedosos pelos membros de suas igrejas, porém quando alguém começava a andar junto com aquele pastor, ele se mostrava um verdadeiro tirano.

Isso é comum hoje em dia, conheci alguns que possuíam carros do último modelo, mas não tinham dinheiro sequer para por gasolina. Viviam de aparência, sendo quem eles não eram e conheci alguns que faziam caridade, ou ajudavam o próximo a fim de mostrarem alguém que eles não eram as pessoas e é destes que este texto fala.

Cristo neste texto tece uma crítica ácida aos judeus que davam esmolas, afim de mostrarem o quanto eram espirituais o quanto eram bons e justos:

“Após o culto na sinagoga cada um levantava e dizia qual era a quantia que queria ofertar. Quando havia uma doação muito vultuosa, o doador era chamado até o bemá (tribuna) e recebia a honra de poder sentar ao lado do rabino

O servidor da comunidade tocava, então, uma trombeta, a fim de chamar a atenção dos seres celestiais, porque ali se havia realizado uma beneficência especial” (RIENECKER, 1998, p. 100, 101)

Jesus deve ter visto esta cena muitas vezes e reparado o tamanho da  hipocrisia que este tipo de doação era. A virtude é silenciosa, como muito bem aponta Luiz Felipe Pondé, em uma entrevista onde ele falava de Jesus. O fazer o bem deve ser praticado em nome do bem, de uma causa ou necessidade e não em nome da autopromoção.

John Stott no livro: Contracultura Cristã faz uma reflexão interessante sobre esta passagem. Ele diz que se na passagem de Mateus 5:20 em diante Cristo enfatizou para tomarmos cuidado com os pensamentos que nos fazem pecar, como eu bem coloquei no texto passado. O mesmo se aplica a motivação de dar esmolas ou de ajudar ao próximo. No fim, tudo depende do nosso interior e o que nos motiva a fazer, é isso que devemos controlar

E o texto é claro, se você faz o bem em nome de se autopromover, já teve a sua recompensa. Se você quer mostrar que é bom, quando doa alguma grande quantia a igreja, ou obra e caridade, já obteve a sua recompensa, não espere mais nada de Deus.

 

BIBLIOGRAFIA

Bíblia Sagrada – Bíblia de Jerusalém; Paulus, São Paulo, 2013

PETERSON, Eugene H, A Mensagem, Bíblia em linguagem contemporânea, Editora Vida, São Paulo, 2013

CHAMPLIM, Rn. O Novo Testamento interpretado Versículo a Versículo, Editora Hagnos, SÃO PAULO, 2014

STOTT, John, Contracultura Cristã, A Mensagem do Sermão do Monte, Editora ABU, São Paulo, 1982

WESLEY, John, O Sermão do Monte, Editora Vida, São Paulo, 2015

QUEIROZ, Carlos, Ser é o Bastante, Felicidade à Luz do Sermão do Monte, Editora Encontro, Curitiba, Editora Ultimato, Minas Gerais

RIENCKER, Fritz, Evangelho de Mateus, Comentário Esperança, Editora Esperança, Curitiba, 1998

RIENCKER, Fritz, Evangelho de Mateus, Comentário Esperança, Editora Esperança, Curitiba, 2012

NEVES, Itamir, Comentário Bíblico de Mateus, Através da Bíblia, RTM Publicações, São Paulo, 2012

TASKER, R. V. G, Mateus, Introdução e Comentário, Editora Mundo Cristão, São Paulo, 1991

CARSON. DA. FRANCE , RT, MOTYER, J. A, WENHAM, G. J, Comentário Bíblico Vida Nova, Editora Vida Nova, São Paulo, 2012

LOUW, Johannes, NIDA, Eugene, Léxico Grego-português do Novo Testamento, Sociedade Bíblica do Brasil, São Paulo, 2013

PESTANA, Álvaro César, Provérbios do Homem-Deus, Frases Poderosas de Jesus de Nazaré, Editora Vida Crísta, São Paulo, 2002

MCDOWELL, Josh, Aprendendo a Amar, Sexo Não é o Bastante, Editora Candeia, São Paulo, 2001

258 visualizações