A VIDA É CURTA

Cara, cuidado, a vida é curta, seja feliz, foi o que mais ouvi na minha mocidade

Nunca entendi este ditado, afinal, eu saí de casa quando era novo, tive que dedicar a minha vida ao trabalho, nem pensar acordar tarde, curtir um dia tranquilo ou quem sabe gastar o meu dinheiro do jeito que quisesse. De maneira alguma, era dureza, trabalhando muito e ganhando pouco, a vida era longa naquela época da minha vida

Eu também não entendo este ditado por conta de pessoas que sofrem com doenças horríveis, tendo que lidar com todo o sofrimento e as dificuldades destes males, a vida é longa para estas pessoas

Sem contar os inúmeros solitários, pergunte a eles se a vida é curta, quando em um fim de semana ele não tem alguém para conversar, para lhe ajudar ou apoiar, nem família ou amigos. Conheço muitos destes que inclusive se fecham por conta da timidez ou problemas de autoimagem, a vida é longa para estas pessoas também, tão longa, que alguns tiram sua própria vida.

Acredito que este ditado se refere as pessoas que tem tempo para viver e dinheiro para aproveitar a vida e seguir festejando a tranquilidade. Ou para aquela pessoa que tem condições para se preparar, estudar, construir um futuro para poder viver bem. Pois uma coisa é verdade, a vida só é curta quando tiramos umas férias, viajamos e passamos um tempo legal conhecendo algum lugar, ai a vida é curta, o tempo passa voando, caso contrário a vida é muito longa.

Isso sem contar que somos cristãos e caminhamos na contramão do mundo. Aí a vida fica mais longa ainda, pois ter que enfrentar o mundo e os conceitos do mundo não é fácil, ser alvo de preconceito e muitas vezes chacota não é mole.

Mas em 1 João 2:6 a Bíblia fala: “Aquele que diz que está nele, também deve andar como ele andou”.

Depois de nos exortar a confessarmos os nossos pecados alguns versículos antes (1João 1:8-10). O texto nos aconselha, no capitulo 2:3 em diante, a guardar os mandamentos, ele não dá detalhes de quais mandamentos são estes, muito provavelmente ele esta falando de amar uns aos outros. 1João, fala muito deste amor, mas o que me intriga neste texto é o conselho que devemos andar como ele andou. Quando o texto fala, andar como ele andou, ele esta querendo falar que devemos viver como ele viveu, tendo em mente que é algo contínuo e gradativo.

Se analisarmos como Cristo viveu, baseado em todos os relatos do Novo testamento, teríamos muitos desafios pela frente como:

Amar ao próximo como a nós mesmos (Mateus 22:39)

Amar os nossos inimigos (Mateus 5:44)

Servir como Cristo, o próprio Deus, serviu (João 13:5) e muito mais coisas

Mas existe uma questão que sempre esquecemos. Cristo sempre obedeceu ao pai (João 8:28, João 12:49-50) e muito mais que isso, se ele obedecia era porque ele confiava muito em Deus.

Afinal, se você obedece alguém é porque muito provavelmente você confia nele, ninguém segue um conselho às cegas, e se você segue é porque acha o conselho coerente e o aconselhador confiável. Isso se você não tiver uma relação de patrão empregado.

Cristo obedeceu e confiou no pai, e até no último minuto de sua vida aqui na terra, diante do pior momento, a crucificação, ele desejou que a vontade de Deus fosse feita (Lucas 22:42). Ele sabia que devia obedecer, sabia também que confiar em Deus era a regra básica para passar por todos os problemas. Afinal, por mais que Jesus fosse Deus, ele era homem também e teve dúvidas, dificuldades e fome, como todos nós. Mas ele venceu tudo isso e a confiança no pai foi um dos fatores determinantes para vencer

Mas quando penso em confiança, eu  lembro um documentário sobre elefantes que eu vi há um tempo atrás.

Estes grandes animais vivem sua vida indo atrás de vegetação e água, é por isso que são nômades, pois durante a seca, eles migram para um local com estes elementos para viver. Mas em uma parte do documentário a fêmea líder levou toda a manada para um local seco, com pouca vegetação e sem água, no pé de uma montanha. Na mesma hora pensei, desta vez esta elefanta se enganou, quero ver como estes bichos vão se virar, mas o incrível aconteceu, pois um rio começou a se formar com a água que vinha das montanhas, pois por mais que estava seco naquele local, nas montanhas chovia escorrendo a água para o pé do monte, onde muitos animais apareciam para desfrutar da maravilha.

Eu sei que muitas vezes, passamos por um períodos de seca, com dias longos e difíceis, mas não devemos esquecer de obedecer a Deus e confiar nele. Igual a estes animais, que sabiam, apesar da seca, que iria vir água.

Eu também sei que temos muito pouco tempo de vida, viver é passageiro, como diz o salmista (Salmos 103:15-16), o alerta aqui é como estamos enfrentando os problemas ou aquelas dificuldades que aumentam o nosso sofrimento. Seguir por este mundo não é fácil, mas quando a confiança em Cristo acompanha as nossas decisões, aí a coisa muda e a vida não fica tão longa assim.

1 visualizar

NÃO TENHO FÉ SUFICIENTE PARA SER ATEU, NORMAN GEISLER & FRANK TUREK

livro-nao-tenho-fe-suficiente-para-ser-ateu-340048

Gosto muito de apologética e atualmente, ler e estudar sobre a defesa da fé é essencial. Mas entre tantos livros sobre o tema, este é um dos que mantenho entre os prediletos.

O livro aborda vários conceitos importantes de se entender, como o conceito de verdade, como surgiu o universo, a veracidade da bíblia e de Jesus e muitas outras coisas.

Escrito em uma linguagem tranqüila de ler, porem sem deixar de lado termos e conceitos teológicos. Este livro não traz apenas fórmulas prontas, ao contrário, ele é um chamado ao pensar, além de ser uma ferramenta de pesquisa, estudo e aprofundamento na defesa da fé.

O material tem um pouco mais de 420 folhas, e é um livro essencial para quem quer aprender e responder questões difíceis sobre a fé.

9 visualizações

JUGO

Porque o meu jugo é suave, e o meu fardo é leve. (Mateus 11:30)

Neste texto, após Jesus agradecer a Deus por mostrar as maravilhas do reino aos pequeninos, os menos importantes, e ocultar dos sábios e entendidos, Cristo fala de Jugo.

O que era este jugo?

Este “jugo do rabino”, como se chamava, era a forma que cada rabino tinha para interpretar a torá. Neste texto, Jesus esta falando que também tinha um jugo, uma forma de interpretar as leis,  e ele  ainda afirma que o jugo dele é suave, o fardo dele é leve, ao contrário dos jugos dos rabinos

Na bíblia, você encontra inúmeras advertências de Cristo aos rabinos, fariseus e mestres da lei, que jogavam fardos insustentáveis nas costas de seus discípulos, exigiam coisas que nem ao menos eles faziam (Mt 23:13-39).

Tenho encontrado muita gente carregando estes fardos, subindo montes e se flagelando de alguma forma, para assim merecer a salvação, ou algum alcance espiritual. Conheço um garoto que acredita que ele tem que subir o monte todos os meses e passar a noite orando para agradar a Deus, ou para ver o poder de Deus. Já ouvi falar de pessoas que dão ofertas vultosas, como forma de sacrifício para alcançar as bênçãos, isso sem contar que alguns acham que servir a Deus é se sacrificar.

Efésios, 2:8 – 9 diz que somos salvos pela graça e não pelas obras, para que não achemos ser merecedores, para que não nos gloriemos. A salvação é somente através de Cristo e do seu sacrifício, não vem de nós, e nem de nosso merecimento. Ser salvo pela graça significa que somos salvos sem merecer, por um favor imerecido, onde você nunca vai conseguir pagar. E não é uma vida de sofrimento, de sacrifício, ou uma vida de flagelo, que vai te salvar, é apenas a fé em Cristo. Jesus já sofreu, ele já se sacrificou, você não precisa se sacrificar também.

Não estou falando que você deve viver sem orar e sem buscar a Deus. Apenas quero deixar claro qual deve ser a sua motivação, que é glorificar o nome de Deus, que enfim, já fez tudo por nós e nos abençoou sem merecermos.

3 visualizações

O QUE É A VERDADE?

Há algum tempo, observo pessoas falando e considerando a fé cristã como sendo algo burro e sem lógica. Ter fé para alguns é sinônimo de ignorância, quem é inteligente de verdade credita em provas concretas, pelo menos é o que diz alguns ateus e o mais famoso deles, Richard Dawkins, afirma em uma frase célebre:

“A fé é a grande escapatória, a grande desculpa para se fugir à necessidade de pensar e avaliar as evidências. A fé é acreditar? Apesar de? e até talvez precisamente? Por causa? da falta de provas”

É uma frase intrigante, já que a ciência não explica muita coisa, e que de alguma maneira, deve existir um tipo de fé para acreditar em todas as teorias científicas, que no fim de tudo, não passa de teorias. Já que muitas delas não podem ser comprovadas. Jonh Sttot disse: A fé e o pensamento caminham juntos; e é impossível crer sem pensar. Ou seja, ser cristãos não é ser irracional, ao contrário, é pensar

Mas esta implicação não é algo que surgiu hoje, ao contrário, nos primeiros séculos os cristãos também sofreram. Primeiro a igreja era considerada pelo Sinédrio, formada por pessoas iletradas e incultas (Atos 4:13).

Segundo, a igreja sofreu inúmeras falsas acusações nos primeiros anos, como por exemplo:

Cecílio, que acusava a igreja de práticas sexuais ilícitas e sacrifícios sacrílegos, entre outras coisas.

Outra grande heresia foi proferida por Celso, que era um filósofo pagão, afirmou que Jesus era fruto de um adultério com um soldado romano, e que no Egito, aprendeu truques e práticas mágicas, para desta forma proclamar-se filho de Deus. Ele falou também que Cristo era um ignorante, pois só andou com pessoas ignorantes e sua morte não havia nada de divino, pois ele deveria aniquilar seus inimigos, se ele fosse realmente Deus

Atualmente, o cristianismo esta sendo atacado com a acusação de que a verdade não é absoluta, não existe verdade absoluta, as questões sobre moralidade e verdade são relativas, só gente ultrapassada pensa que a verdade é absoluta, pelo menos é o que muitos dizem.

Mas afinal qual é o conceito de verdade? Será que realmente não existe verdade absoluta?

O significado de verdade é:  dizer aquilo que é, ela é definida conforme os fatos.

Mas para Nietzshe a verdade é um ponto de vista, que não se consegue  alcançar uma certeza

Platão vai falar que, verdadeiro é o discurso que diz as coisas como são

Aristóteles falou: É verdadeiro dizer que aquilo que é realmente é, ou que aquilo que não é realmente não é

Mas quando entendemos o significado da palavra verdade, entendemos como é irracional afirmar que não existe verdade absoluta, já que a verdade é estabelecida conforme acontecimentos.

No livro do Normam Geisler e Frank Turek (Não Tenho Fé suficiente para ser Ateu) os autores dão um ótimo exemplo da inconsistência de se afirmar que não existe verdade absoluta, eles pontuam muitos exemplos, deixarei três deles de uma forma resumida e simplificada.

1 – Verdade é verdade, não é inventada ela existe

2 – A verdade é imutável, nossas crenças podem mudar, mas a verdade não muda

3 – A verdade não é afetada pela atitude de quem professa

Este mesmo livro da um exemplo muito bom em seu prefácio, baseado no principio da não-contradição, onde o autor do prefácio David Limbaugh, afirma que é impossível duas coisas contraditórias ser verdadeiras ao mesmo tempo. Se alguém afirmar que sim é possível, você pergunta se ele esta absolutamente certo disso. É fácil crer no relativismo, tendo sua idéia relativista como absoluta

Tomás de Aquino se alicerça no fato de que é difícil para alguém declarar o relativismo sem se colocar fora ou acima da declaração. Por isso, fica difícil, declarar que todas as verdades são relativas, pois assim, fica a dúvida, se até a afirmação “que todas as verdades são relativas” é relativa ou não.

Eu sei que o tema é controverso e podemos ficar dias refutando um ao outro. Sei que para este tema, não existe concordância entre os filósofos, mas para nós cristãos, existe um fator que explica tudo. Jesus, pois ele disse em João14:6, Eu sou o caminho,  a verdade e a vida. E é esta a grande verdade, o mundo procura uma explicação, uma verdade que ninguém pode dar, apenas ele pode

E por mais que procuremos encontrar esta resposta, entender o universo, ou de onde vem tudo.

Ou por mais que possamos criar teorias e mais teorias e passemos dias e dias debatendo sobre verdade, só há um que possui a verdade, Cristo.

Dostoiévski falou: Existe um vazio do tamanho de Deus, é algo que só ele pode preencher, só ele tem a verdade

 

BIBLIOGRAFIA

GEISLER, Nornan, TUREK, Frank, Não Tenho Fé Suficiente Para ser Ateu, Editora Vida Acadêmica, São Paulo, 2006

MORELAND, CRAIG, William Lane, Filosofia e Cosmovisão Cristã, Editora Vida Nova, São Paulo, 2005

FLUCK, Marlon Ronald, Teologia dos Pais da Igreja, Curitiba, 2012

OLSON, Roger, História da Teologia Cristã, Editora Vida, São Paulo, 2014

32 visualizações

HUMILDADE

Estes dias fui ao banco pagar algumas contas e me deparei com uma mulher gritando: sou doutora, vocês tem que me servir. Sou formada e sou mais importante que vocês.

Acho curioso quando alguém se sente superior por portar um diploma. Estes certificados não mais formam pessoas, agora constroem seres alienados que querem ser servidos. Gosto de uma frase de Hemingway que diz:

 “O segredo da sabedoria, do poder e do conhecimento é a humildade”.

 E quando se fala em sabedoria e Humildade, eu não consigo esquecer de quem foi o mestre desta categoria que é Jesus, Filipenses 2:5-8 Diz:

De sorte que haja em vós o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesusque, sendo em forma de Deus, não teve por usurpação ser igual a Deus.
Mas esvaziou-se a si mesmo, tomando a forma de servo, fazendo-se semelhante aos homens; E, achado na forma de homem, humilhou-se a si mesmo, sendo obediente até a morte, e morte de cruz.

Jesus era Deus, mas era humilde, os evangelhos deixam claro isso quando mostram Ele lavando os pés dos apóstolos e servindo aos pobres. E em nenhum momento a Bíblia descreve um Deus que passa por cima das pessoas, usando a sua autoridade para humilhar seres humanos, ao contrário, à Bíblia mostra Jesus servindo e ajudando  quem o procurasse.

Então fica a pergunta, porque não ser orgulhoso? Qual é o grande problema na falta de humildade?

O grande problema em ser orgulhoso é que o orgulho é egoísta, nos faz olhar para o próximo como se ele fosse inferior, como se o nosso status ou dinheiro nos trouxesse o direito de pisar nas pessoas. O orgulho nos transforma em seres que esperam ser servidos.

Há quem diga que quem tem dinheiro, ou um diploma é uma pessoa de sucesso e quem não tem é fracassado, esta é a fórmula do orgulho, é o retrato do pensamento do soberbo. Além de ser uma comparação perigosa, porque Jesus, o próprio Deus, não tinha dinheiro e dedicou a sua vida aqui na terra para cuidado dos pobres e doentes.

Quando eu leio Filipenses 2, eu não só entendo o nosso chamado de união e harmonia uns para com os outros, nos importando e se preocupando com o interesse do próximo (V 1-4). Mas também visualizo o verdadeiro retrato de como um cristão deve ser, como devemos pensar e como podemos imitar os passos de Cristo. E se somos imitadores dele, temos que ser humildes assim como é o nosso Deus, caso contrário, não é Cristo que estamos imitando.

7 visualizações

BONHOEFFER, PASTOR, MÁRTIR, PROFETA, ESPIÃO

p_10798_gg

 

Esta biografia, talvez tenha sido uma das melhores que já li. Alem de contar sobre a vida deste incomparável pastor mártir, detalhando a sua vivência da infância até a segunda guerra mundial, onde teve um papel relevante na história. Eric Metaxas, conta a historia de Bonhoeffer lado a lado com a historia da Alemanha e os principais assuntos durante o regime nazista, dando uma visão ampla do que estava acontecendo naquele país durante a vida de Bonhoeffer.

São 615 páginas, capa dura, publicado pela editora Mundo Cristão!

2 visualizações

HISTÓRIA DA TEOLOGIA CRISTÃ – ROGER OLSON

download

 

É quase impossível compreender a teologia atual, sem estudar os acontecimentos do passado. Este livro, trata do assunto de forma totalmente detalhada, falando dos principais fatos em cada século, dos mais importantes pensadores em cada período e dá uma explanação da teologia de cada pensador.

O livro tem  667 páginas,  publicado pela editora Vida acadêmica, é escrito com uma linguagem simples, ideal para estudantes, curiosos e para quem ainda está se habituando com os termos teológicos.

Vale a pena ler, para conhecer um pouco mais da história da teologia.

50 visualizações

O LIVRO MAIS MAL-HUMORADO DA BÍBLIA – ED RENÉ KIVITZ

ed

Quem me conhece sabe, o quanto eu gosto dos livros e pregações do Ed René Kivitz. Neste livro, o autor mostra as várias facetas de Eclesiastes,  a grande sabedoria e franqueza do rei de Israel, diante dos problemas e dos conflitos humanos.

Este livro, não é apenas um convite a boa leitura, é também um grande mapa para entender Eclesiastes, descobrindo inúmeros conselhos práticos para a vida cotidiana.

76 visualizações

CRISTÃO OU JUDEU?

Há um tempo, escrevi uma crítica no Facebook sobre o templo de Salomão em São Paulo e sobre os cristãos que guardam as práticas e os símbolos judaizantes. Fiquei impressionado, quando alguns destes cristãos furiosos ficaram de cara comigo, então, vamos a bíblia, para entendermos se é correto ou não seguir praticas judaicas.

Gálatas 2:15-21 nos da uma boa resposta.

Em primeiro lugar, Paulo começa fazendo uma alusão quanto as vantagens de ordem religiosa, que os Judeus tinham, eles eram ensinados sobre sua superioridade na ordem espiritual, dês de criança. Mas que apesar desta superioridade, isso tudo não tinha o poder de salvar a alma, a salvação vinha somente pela fé em Cristo (V15,16)

Em segundo lugar, Paulo deixa bem claro que morremos para a lei, a fim de vivermos para Cristo, e se reconstruirmos o que esta destruído estamos demonstrando ser transgressores (V18,19)

Em terceiro Lugar, ele deixa claro o valor da morte de Cristo, portanto, o princípio da graça esta em jogo, e se pudéssemos obter justificação pela lei, o sacrifício de Cristo seria em vão (V20,21). A lei só serve para olharmos para a cruz, para vermos como não somos capazes de nos salvar, só através de cristo que isso é possível

Romanos 10:4 diz: porque a finalidade da lei é Cristo, para a justificação de todo o que crê. Em grego, a palavra finalidade é télos, que significa fim ou alvo. O que o texto quer apontar aqui é, que a finalidade da lei é apontar para Cristo, é mostrar como não somos capazes de cumprir a lei, por isso precisamos dele.

Mas ai você me pergunta, mas Cristo e os apóstolos, não eram Judeus?

Sim eles eram, mas não é por isso que devemos ser também. Jesus disse que ele não veio para destruir a lei, ele veio para cumprir ( Mt 5:17). Ele era o único que tinha a capacidade de cumprir a lei. É por isso que Jesus tinha que ser Judeu, como ele iria cumprir a lei não sendo judeu?

Cristo era judeu, mas nós não somos, os símbolos Judeus não são nossos, os costumes Judeus, não nos pertencem. Somos seguidores de Cristo e é a palavra dele que temos que guardar, sem esquecer que os fundamentos de fé não são construídos por alguns versículos, mas por textos inteiros, cabe a nós, estudar a palavra como um todo, para melhor entender e aplicar em nossa vida

4 visualizações

GRANDES TEÓLOGOS – GERALD R. MCDERMOTT

livro-grandes-teologos-5aa581-500x500

Para quem deseja conhecer a história dos principais pensadores cristãos, o livro Grandes Teólogos é uma literatura essencial. Escrito de uma forma simples e objetiva, Gerald R. McDermott, discorre sobre a história e a teologia de cada teólogo, dando os pontos positivos e  negativos de cada pensador.

Vale a pena lêr!

25 visualizações