Resultados para tag "alexssandro-de-lima"

3 Artigos

OUVINDO DEUS – ALEXSSANDRO DE LIMA

“As minhas ovelhas ouvem a minha voz, e eu conheço-as, e elas me seguem” (João 10:27)

Ouvir Deus é uma tarefa muito difícil, até porque precisamos primeiro aprender como é a sua chamada. Já disseram que é como um vento suave, em outros momentos como chuvas torrenciais como no caso do dilúvio. Samuel mesmo tão pequeno aprendeu com seu mestre a ouvir a voz de Deus.

Pode ser que você nuca ouça a sua voz, mas poderá sentir seu toque em momentos em que só Ele sabe o que está acontecendo. Poderá se sentir tão cansado que pede um refrigério e este vem. É a voz de Deus liberando seu corpo da fadiga e do cansaço.

Para saber como Deus fala conosco precisamos gastar tempo com Ele. Uma das experiências mais interessantes e que se compara a experiência de passar tempo com Deus é quando nos tornamos mães e pais. Como sabemos que é nosso filho chorando em meio a vários no berçário da igreja? Ou quando se tem uma porta fechada e muito barulho sabemos que ele está chorando? É porque gastamos tempo conhecendo nossos filhos e sabemos que aquela é a sua voz. Assim é com Deus

 Quando gastamos tempo com Ele, conhecemos o seu mínimo movimento em nosso favor, nos chamando a atenção, ou nos dizendo não faça. E na maioria das vezes fazemos, pois estamos cheios de ansiedade e não conseguimos entender sua voz.

Dedicarmos tempo a Deus pode ser o melhor do seu dia. Isso não significa que não vamos mais trabalhar, estudar, mas que vamos a cada momento não se esquecer d’Ele, ter um momento especial com Ele.

Tenho aprendido a dar tempo para Deus de uma forma que não prejudique meu trabalho e as tarefas de pai, marido e sacerdote do lar. Como?

Trabalho com administração utilizo o computador praticamente todo o dia, todo momento que dá uma trégua (intervalos, horário do café e almoço) eu abro a Bíblia online e lá estou eu lendo. O tempo que dá estou orando e falando com Deus.  É relacionamento, quando temos tempo e não ligamos para filhos, esposas ou maridos? Então podemos fazer o mesmo com Deus, deu tempo, fala com Ele. Conte sua alegria, ansiedade, tristeza e frustrações.

Não existe uma fórmula engessada sobre como Deus falará para você. Na Bíblia encontramos maneiras variadas pelas quais, Deus falou com seus profetas e servos:

Em uma sarça ardente: (Êxodo 3.2)

Por meio de uma mula: (Números 22.28)

Na brisa: (1 Reis 19.12)

Pessoalmente: (Atos 9.5)

Com visões: (Apocalipse 1.10-11)

Em sonhos:  (Joel 2.28)

Quanto mais íntimos estivermos com o Espírito Santo, mais sensível estaremos às imprevisíveis manifestações da voz do Pai. O pecado não só nos separa de Deus, mas também atrapalha nossa comunicação com Ele.

Por isso, temos que ter o coração aberto para que Deus se manifeste por meio de sua multiforme graça para falar conosco. Se permita ser surpreendido pela voz de Deus!

“Clama a mim, e responder-te-ei, e anunciar-te-ei coisas grandes e firmes que não sabes.” (Jeremias 33.3)

             

 

12 visualizações

PARA ONDE IREMOS? – ALEXSSANDRO DE LIMA

“Para onde iremos?”

Foi a resposta que Pedro deu a Jesus narrado em João 6:67-68.

Quem conhece toda esta passagem sabe que Jesus Cristo foi abandonado por muitos dos que lhe ouviam pregar, pois julgaram duro em seu discurso. Jesus vendo que muitos dos seus discípulos se afastaram, disse para os que permaneceram com ELE, se eles não queriam ir também. Então surge a resposta de Pedro: Para onde nós iremos? Se somente tu, tens a Palavra da Vida Eterna.

Certamente Pedro ao proferir estas sábias palavras sabia que não havia outro mestre em quem devia crer. Sabia também que este mestre era Filho de Deus e, portanto, suas palavras eram e sempre serão confiáveis. Pedro sabia que o Caminho era, e é Cristo. Nós também sabemos disto, mas quando observamos nossa realidade como cristãos ficamos verdadeiramente perplexos. Indiferença tem sido uma de nossas posturas nos dias atuais. Nossas fraquezas e limites, nosso temor, nosso desejo de agradar a Deus profundamente parecem estar amortecidos. Muitas vezes, tem pessoas que ficam sem direção que até chegam a duvidar e perguntam: Que caminho eu estou indo? Porque eu estou passando por isso? E muitos se perdem no caminho, pois deixaram de olhar para Jesus e começaram a seguir seus problemas, suas preocupações, tentando resolver da sua forma a qualquer custo, e isso até os tem levado a frustrações.

Como continuar no caminho que pode me levar a vida eterna?

Como não desanimar, com tantos erros e frustrações tanto minhas como dos outros em minha volta?

Não desviar jamais o nosso olhar Dele (Jesus) é fundamental para sabermos para onde ir. Jesus, o único caminho, a única porta e o único meio de salvação, somente Ele tem a Palavra para Vida Eterna, foi Ele mesmo que declarou em João 14:6 

A resposta para onde iremos é: Estamos indo para Deus por meio de Jesus Cristo, não tem outra forma de ir, Jesus é a única Porta “Eu sou a porta; se alguém entrar por Mim salvar-se-á  João 10:9″. É o próprio Jesus quem afirma em João 14:6 que ninguém vem ao Pai senão por Ele.

 Mas, mesmo Ele fazendo esta afirmação, muitos ainda procuram outros caminhos, outras formas. A Bíblia descreve em Provérbios 16:25:

“Há um caminho que parece direito ao homem, mas o seu fim são os caminhos da morte”.

Se você quer saber para onde esta indo, faça como Pedro: não procure fazer seu próprio caminho, não se afaste de Jesus, continue firme, seja por debaixo de criticas, perseguição, piadinhas, ou descrédito, mas permaneça sempre firme, e tenha a certeza que Jesus é que tem a Palavra para vida Eterna.

           

13 visualizações

QUAIS SÃO AS SUAS PRIORIDADES ? – ALEXSSANDRO DE LIMA

Tudo na vida é uma questão de prioridade. A cada passo que damos nós fazemos escolhas com base no que consideramos mais importante, prioritário. Hoje vou à igreja ou à praia? Oro à noite ou fico no Facebook? Estudo a Bíblia ou assisto à TV? Jejuo ou saio para jantar com os amigos? Escuto uma pregação ou uma música? Vou ao hospital visitar os enfermos ou durmo domingo à tarde? Faço seminário ou vou à academia? Passo meu sábado no futebol ou em um orfanato? Gasto meu dinheiro com esmolas e ofertas ou compro um sapato novo? Peço ou adoro ao Senhor? A resposta a cada uma dessas perguntas será determinada pelo nosso poder de escolha. E vamos escolher sempre o que consideramos mais importante.

Você percebe que implicações enormes tem a escolha daquilo que priorizamos?

Porque nossas prioridades acabam determinando se seremos mais espirituais ou mais carnais, conhecedores da Palavra ou das novidades da internet, pecadores contumazes ou cristãos esforçados na luta contra o pecado, servos de Cristo ou do inimigo… e por aí vai. Prioridades ditam o nível de nossa vida cristã, especialmente em função de algo chamado tempo.

Nossas prioridades invadem até o campo dos assuntos sobre os quais conversamos. Por vezes fico atônito ao ver quanto se fala, por exemplo, sobre coisas como Iluminatti, nova ordem mundial, satanismo na Disney, mensagens subliminares, músicas do mundo, escândalos gospel, calvinismo versus arminianismo e outros assuntos menores, quando poderíamos investir nossas energias em tratar daquilo que é de fato relevante, o tutano da nossa fé: relacionamento com Deus. Atos de amor ao próximo. Dar de comer a quem tem fome e de beber a quem tem sede. Evangelismo. Promoção da paz. E por aí vai. (IS 58:1-11)

Se você for analisar o cerne da nossa fé, verá que a questão da prioridade está sempre na mesa. Jesus disse:

“Não andeis, pois, inquietos, dizendo: Que comeremos, ou que beberemos, ou com que nos vestiremos?

Porque todas estas coisas os gentios procuram. Decerto vosso Pai celestial bem sabe que necessitais de todas estas coisas;

Mas, buscai primeiro o reino de Deus, e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas”.  (Mt 6.31-33).

  Repare que a ordem divina não é apenas para procurar o reino de Deus e a sua justiça, mas procurar essas coisas em primeiro lugar. Não basta procurá-las, Jesus quer que as priorizemos. Assim, se priorizarmos qualquer outra coisa, pecamos, pois estaremos desobedecendo a ordem de Jesus. É curioso isso, porque, em geral, não percebemos que o que o Senhor diz aqui não é uma sugestão, do tipo “olha, se você quiser que as demais coisas lhe sejam acrescentadas, tem a possibilidade de buscar o reino de Deus e a sua justiça, mas, se não quiser, tudo bem”. Ele fala no imperativo, “buscai”. Estamos falando de um mandamento, não de uma opção e desobedecer um mandamento significa pecar. Então, se você prioriza atividades secundárias a algo que represente a busca do reino de Deus e sua justiça, está entristecendo o Senhor.

 A vida é curta. Os dias são curtos. Mas a eternidade é longa, muito longa. Se o que fazemos em nossos dias curtos produz resultados que vão durar por toda a eternidade, isso deveria nos chamar para uma mudança urgente em nossas prioridades.

Enquanto prosseguimos priorizando o que não é prioridade para Deus, vamos seguir pecando, entristecendo o Senhor e prejudicando nossa própria espiritualidade. Nosso relacionamento com Deus continuará em segundo plano, restrito a um ou dois cultos por semana e a uma oração de desencargo de consciência antes de cada refeição. E viveremos para jogar videogame; ficar horas espiritualmente infrutíferas na internet; assistir a novelas, reality shows e jogos de futebol na TV; discutir assuntos tanto-fez-ou-tanto-faz; gastar dinheiro com o que não é pão e outras atividades e atitudes que não terão absolutamente nenhum tipo de eco na eternidade.

Afinal, com que finalidade Jesus te criou? É a resposta a isso que vai definir as sua prioridades.

9 visualizações