O INESCRUTÁVEL DEUS

Deus é a palavra que usamos para nomear YHWH, o único Deus, uma palavra pobre e limitada, que não explica quem o nosso Deus é de verdade e o quão é poderoso. O tetragrama, como é chamado à palavra YHWH, esconde quem ele é e até a sua pronúncia, já que os Judeus, a fim de não usarem o nome de Deus em vão, não pronunciavam, esquecendo assim sua articulação.

Tenho uma verdade gravada em meu coração, algo que me guia e me tranquiliza: “Nós, seres finitos, nunca entenderemos um Deus infinito”. E se um dia o fizermos, provavelmente não estaremos falando de Deus, o nosso Deus e sim de algo criado conforme a nossa imagem decaída e pequena, limitado como nós seres humanos somos. É absurdo crer que um dia um ser criado explicará um ser incriado, eterno, sem começo e fim, sendo que a teologia nos ajuda pontuando que se Deus não se revelasse, o homem, com a sua própria força, nunca conseguiria encontrar este Deus.

Qualquer conclusão que tivermos de Deus será sempre pequena e limitada, estudo algum explicará de forma plena e perfeita quem Deus realmente é. E Romanos 11:33-36 nos dá uma boa base para esta afirmação e reforça um pouco mais o que estou dizendo:

Ó profundidade da riqueza da sabedoria e do conhecimento de Deus! Quão insondáveis são os seus juízos, e inescrutáveis os seus caminhos!

“Quem conheceu a mente do Senhor? Ou quem foi seu conselheiro? “

“Quem primeiro lhe deu, para que ele o recompense? “

Pois dele, por ele e para ele são todas as coisas.

A ele seja a glória para sempre! Amém.

É impossível entendermos Deus, é impossível investigar, sondar ou compreende-lo, o que podemos fazer é entender a sua palavra, estudar o que Ele nos deixou para que estudássemos e nos contentar com isso. Deus é muito maior do que a Bíblia, é enormemente maior do que a sua criação e tudo o mais que ele deixou como sinal de sua existência (Romanos 1:20).

Eu fico tranquilo em saber que Deus é muito maior que a minha capacidade, quando eu vejo a ciência se bater e mudar inúmeras vezes de ideia tentando assim explicar os fenômenos da natureza, eu percebo quem realmente somos e o quanto precisamos de humildade para entender isso. Se nos batemos para explicar uma coisa criada, quanto mais Deus…

Talvez o nosso problema seja o de aceitar a nossa limitação, e viver como se estes avanços científicos fossem nos levar a algum lugar. No fim o homem se perde em seu próprio orgulho, demora em confessar que nunca irá conhecer este vasto universo, quanto mais Deus, por isso prefere crer que ele não existe, por não se encaixar em seu próprios padrões finitos, como se o infinito se encaixasse no finito.

É contraditório crer em um Deus explicável, é incoerente afirmar que Deus não existe só por não se encaixar em nossas reflexões ou explicações. Deus é um absurdo, é por isso que é Deus, se ele fosse possível certamente seria um ser humano ou algo criado a nossa imagem

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Você pode usar estas tags e atributos HTML:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.