OLHAR SELETIVO

Nossos olhos muitas vezes nos enganam, nem sempre vemos as coisas como elas realmente são. Mesmo tendo muita inteligência, acabamos por ver os acontecimentos munidos apenas de nossas razões. É inevitável e indissociável, nos separar de nossos pontos de vistas, conhecimentos e motivações, e isso nem sempre é bom.

Olhar o mundo, avaliar os acontecimentos é sempre dúbio, é quase sempre uma via de mão dupla. Nós vamos em alguns momentos depender das nossas percepções e de como enxergamos o mundo. Tudo e qualquer coisa sempre passa pelo nosso crivo e por nossas opiniões. Nem sempre temos um julgamento confiável.

Poderíamos dizer que temos uma infalível percepção distorcida, somos mestres em perceber o que bem queremos, e opinar sem ao menos nos colocarmos no lugar da pessoa. E em alguns casos, sem pesquisar e nos aprofundar no assunto. Cremos saber a todo o momento, e temos orgulho disso, mas somos sabotadores orgulhosos, gostamos de nos enganar, tudo para ser feliz ou para sermos aceitos.

Conheci gênios que se viam como fracassados e atribuíam o seu insucesso ao mundo ou a fatores externos ao seu controle. Buscavam uma oportunidade, mas não conseguiam, pois não se dirigiam a ela. Em contrapartida, durante a minha vida, conheci muitos motivados, que ao assumir o controle, buscavam suas oportunidades, estudavam e praticavam, a fim de chegarem em algum lugar.

Temos na maioria das vezes, um olhar seletivo. Percebemos apenas o que queremos ver, prestamos atenção apenas no que nos importa, e deixamos passar despercebido as coisas relevantes, momentos e aprendizados fundamentais para crescermos e nos desenvolvermos. Mas que não vemos, por conta do nosso olhar seletivo. Quem enxerga apenas o que quer ver, não vê tudo e deixa passar muita coisa.

É preciso aprender a ver, refletir a perceber as contradições. Não dá para se contentar apenas com o que queremos. É importante ir além, tentar e buscar o conhecimento e ver muito mais do que o nosso mundo comporta.

No final, o universo que criamos é o que define o nosso olhar, para vermos além, temos que nos posicionar de forma diferente, procurando ver muito mais do que acreditamos, transpondo o mundo que construímos, e que delimita o que pensamos.

A dica é ver, sem julgar, procurar entender, sem delimitar, entendendo que cada ser humano é um universo, com suas crenças, credos e anseios. Não resista as opiniões contrárias à sua. Procure entender, sem se armar, mesmo que aquilo vá de encontro ao que você acredita. Ao conhecer, você adentra em outro mundo, e por mais que você possa não acreditar, o simples conhecer, faz com que o seu olhar seja cada vez mais ampliado.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Você pode usar estas tags e atributos HTML:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.