Resultados para a categoria "DICAS DE LIVROS"

67 Artigos

OS 10 MELHORES LIVROS QUE EU LI EM 2020

Já tinha virado uma espécie de tradição escrever as listas “Os dez livros que todos os cristãos deveriam ler”. Eu escrevi várias delas, propondo justamente, sugerir alguns ótimos materiais para leitura. A questão é que ano passado, por conta de inúmeras mudanças, seja da rotina de trabalho, casa e muitos outros motivos, acabei não escrevendo. E neste ano, retomei a lista, mas com outro foco. Eu não vou mais falar apenas de bons livros, mas dos livros que eu realmente gostei de ler, que viraram os meus preferidos. É por conta disso que eu não me prendi em uma quantidade de livros, e sim, em listar todos que eu gostei. Apesar da lista coincidentemente ter terminado em 10 livros.

Veja bem, eu leio muito, em média 70 a 90 livros por ano, sendo que muitos livros eu apenas leio, outros eu estudo. De todos estes livros, alguns eu gosto, acho legal. Outros, apensar de serem leituras pesadas, eu considero importantes para o meu aprendizado e crescimento. E somente poucos são os preferidos, os que de alguma forma, superaram as expectativas ao meu ver.

Ser uma pessoa inteira, Anselm Grün

Uma pessoa madura e equilibrada, não é apenas alguém que vai viver bem consigo e também com os outros. E sim, é uma pessoa que será diferença na vida de muitos. A pessoa equilibrada atinge também quem está em volta.

Neste livro, o autor tem como prioridade, falar de uma espiritualidade equilibrada. Ele nos mostra ações fundamentais para alguém que quer viver uma vida realmente centrada na palavra de Deus. Algumas atitudes e ferramentas, são essenciais para todos os que desejam o equilíbrio e é justamente disso que o livro fala.

A Bíblia que Jesus lia, Philip Yancey

Alguns textos bíblicos são complicados, principalmente aqueles que falam de mortes, e vinganças, nos famosos Salmos Imprecatórios. Demorei para entender tais textos, e apesar de saber as explicações teológicas, e bem fundamentadas para tais passagens, eu só me senti realmente satisfeito, quando eu li este livro, de Philip Yancey.

Nesta obra, o autor mostra sua antiga dificuldade com tais textos e explica de forma realmente relevante, o motivo para estes Salmos estarem na Bíblia. Eu nunca havia pensado pelo viés do autor. Vale a pena ler e meditar em cima do que ele escreveu. Hoje eu creio que faz todo o sentido tais textos estarem na Bíblia. É legal ler tais passagens e enxergar um propósito nestes excertos.

Inteligência espiritual, Lee Strobel

Levar a palavra de Deus é a missão de todo o cristão. O ide é estendido a todo aquele que serve a Deus, a questão é que alguns são evangelistas, e outros não, contudo, devemos ser exemplos, e estar levando a palavra a todos, seja de forma direta ou indireta.

Neste livro, Lee Strobel, propõe falar sobre evangelismo, principalmente de pessoas que resistem ao evangelho. Contudo, o livro não é um manual teórico, ele é muito prático e dinâmico, propondo algumas ferramentas e estratégias para levar a palavra a todas as pessoas. Gosto do capítulo no qual ele fala de como entender uma pessoa que não costuma frequentar a igreja. Ele usa o seu próprio exemplo para falar como as vezes, o próprio ambiente eclesiástico, colabora para distanciar estas pessoas do Evangelho.

Faça mais e melhor, Tim Challies

Hoje em dia o tema produtividade não está sendo bem visto, alguns transformaram a produtividade, em algo pesado e sem sentido.

É importante termos disciplina, seja para sermos bons estudantes, profissionais ou mesmo em um hobby. Uma pessoa com disciplina, consegue progredir e se aperfeiçoar ainda mais, e este é um dos propósitos deste livro.

Um pastor que tem a disciplina para ler e estudar, faz com que a sua igreja cresça. Um músico ou um líder que está sempre estudando, produz muito frutos. É justamente disso que o livro fala, como fazer mais e melhor, sempre com uma ótima dose de coerência e equilíbrio. O livro é um dos meus preferidos, vale a pena ler.

Uma confissão, Liev Tolstói

Considero este livro uma verdadeira obra de arte. No livro, Tolstói abre o coração, e discorre sobre a sua crise de fé. A sua intenção é buscar respostas e questionamentos para vários pontos que o incomodava.

O livro é sincero, no texto o autor abre o seu coração e mostra como todos têm as suas dúvidas e os seus momentos de dificuldade, vale a pena ler.

A depressão de Spurgeon, Zack Eswine

Nunca é fácil falar de depressão, o assunto é complicado por depender de inúmeras variantes, contudo, este autor conseguiu abordar o tema de uma forma coesa e equilibrada. Fugindo daqueles clichês cristãos, quando o assunto depressão surge.

Zack, neste livro, fala de um dos maiores pregadores que já existiu, discorrendo sobre o seu problema com a depressão, como ele lidava e abordava o assunto na igreja que pastoreava e também, esclarecendo vários pontos importantes desta doença. Leitura fundamental para todo o cristão, principalmente porque o tema é complicado e em alguns casos, tratado de forma leviana.

A vida intelectual, Sertillanges

A vida intelectual e acadêmica é assunto sério, pois no meio cristão, o estudo e a pesquisa é igualmente importante. Houveram e ainda existem, aqueles que tem como prioridade estudar e ensinar, sendo que o livro fala justamente disso, de vida intelectual.

O livro é ótimo, pois fala de algumas atitudes que um intelectual, ou mesmo um acadêmico, deveria ter. Ele fala desde a importância de cuidarmos da saúde, de termos uma vida simples e equilibrada, fugindo assim de maiores preocupações. Até sobre como ser um bom intelectual. Seus conselhos são sóbrios e relevantes, vale a pena ler, principalmente se você é um professor, teólogo ou almeja a vida de estudo ensino.

Uma breve história das doutrinas cristãs, Justo González

É complicado falar de doutrinas pois, a própria palavra as vezes acaba virando sinônimo de exageros ou legalismos. O termo é usado de forma bem equivocada por muitas denominações. Contudo, doutrina, são pontos fundamentais da fé cristã, como a própria trindade, a divindade de Jesus, entre tantas doutrinas importantes.

No livro, Justo Gonzáles, tem como intuito falar das doutrinas, e como elas surgiram na igreja. É interessante ver como foi natural e unânime o uso destas doutrinas na igreja, e não surgiram, fruto de muita discussão, como alguns pregam. A leitura é tranquila, mas aprofundada, creio que é um livro fundamental para todo o cristão. Para quem quer entender como sugiram algumas bases da nossa fé, este livro é fundamental.

Paulo: uma biografia, N. T. Wright

Eu leio muito sobre Paulo e as suas cartas, por isso que foi inevitável ler esta biografia, de N. T. Wright. Confesso que eu não acreditei que leria algo novo, mas fui em busca da obra, por conhecer o autor.

É realmente interessante como o autor traça a biografia de Paulo e como ele trabalha as questões fundamentais do seu pensamento e os momentos complicados da sua vida. O livro é realmente fundamental, para quem quer além de conhecer, quer ter uma visão mais equilibrada e coerente sobre Paulo. O livro é desafiador, instigante e fundamentado na palavra.

A liberdade da simplicidade, Richard Foster

A vida simples e equilibrada, tem sido uma das minhas prioridades, a questão é que nem todos entendem o termo, e acreditam que vida simples, é uma vida de pobreza e faltas. Conclusão que não pode estar mais equivocada.

No livro em questão, Richard Foster fala sobre simplicidade, pontuando o que realmente é, seus benefícios e fundamentações bíblicas. Além de propor exercícios práticos para desenvolver este estilo de vida.

Para quem vive neste mundo consumista, aprender a viver com simplicidade é saber desfrutar das coisas de forma real, sem transformá-las em pesos e cargas, que somos obrigados a carregar, por sustentar um estilo consumista.

Estes são os livros que me conquistaram este ano, entre todos os ótimos materiais que eu li, estas obras considerei acima da média. E deixo como sugestão, para que você comece o ano com um incentivo para ler e procurar boas literaturas.

Quem lê e estuda, tem sempre algo para oferecer as pessoas. Por isso leia!

21 visualizações

MISSÕES O DESAFIO CONTINUA – RONALDO LIDÓRIO

 

Falar de missões não é coisa fácil nestes nossos dias, onde prezamos mais por continuar na comodidade, do que em seguir fazendo a vontade de Deus. Não que eu ache que todos devem ser missionários transculturais, ao contrário, cada um tem o seu chamado e deve seguir cumprindo a vontade que Deus colocou em seu coração. Mas a grande verdade é que custamos a sair do comodismo. É sempre mais fácil ficar em casa, cuidando da nossa vida, do que sair e ir em direção ao cuidado do próximo e o que eu admiro no Ronaldo Lidório é justamente a sua capacidade de sair deste comodismo.

Outra coisa que me impressiona no autor é justamente a sua bagagem teológica, ele não faz o tipo do missionário transcultural. Ronaldo Lidório é muito mais um teólogo ou acadêmico, do que um missionário em si. E isso nos inspira a sermos cada vez mais estudiosos da palavra, independente de profissão, chamado ou área de atuação. Quem lê qualquer coisa do autor já percebe o seu domínio das línguas originais, da missiologia, teologia e por aí vai.

O livro em questão fala sobre missões, sendo que o autor se preocupa em conceituar, mostrar a importância, além de dar o caminho para quem quer seguir este chamado. É muito interessante como o autor mescla os fundamentos bíblicos com suas histórias e exemplos. Isso torna a leitura não só inspiradora, já que o autor usa muitas de suas experiências pessoais para contextualizar o ensino bíblico, mas também acaba por transformar a leitura em uma verdadeira aula sobre missiologia.

A parte do livro que eu destaco é justamente a do quarto capítulo em diante, onde o autor começa a caminhar para o fim da obra e conta sobre o dia em que foi para uma cidade em Lima no Peru. Lá o povo sofria muita perseguição e quando se reuniam para o culto, não sabiam se teriam a possibilidade de terminar aquele culto ou iriam acabar por morrer, reproduzo na íntegra a oração proferida por uma das senhoras da igreja, as suas palavras realmente me tocaram:

“Senhor, abençoa-nos neste culto e aceita o nosso louvor, pois não sabemos se estaremos vivos para terminá-lo” (LIDÓRIO, 2003, p. 78)

Enfim, o livro é uma verdadeira inspiração, totalmente calcado na palavra, com uma boa dose da muitas experiências que Ronaldo Lidório passou em seu longo ministério.

 

O livro foi lançado pela Editora Betânia e tem 94 páginas.

Caso haja interesse, você pode comprar através do site: https://www.editorabetania.com.br

294 visualizações

OS DEZ LIVROS QUE TODO O CRISTÃO DEVERIA LER EM 2019

Mais um ano e mais uma lista de livros, para ser mais exato, esta é a quarta lista desta série: “Os dez livros…”, caso queiram ler, seguem os links: OS DEZ LIVROS QUE TODO O CRISTÃO DEVERIA LER, MAIS DEZ LIVROS QUE TODO O CRISTÃO DEVERIA LER, OS DEZ LIVROS QUE TODO O CRISTÃO DEVERIA LER EM 2017

Já se tornou evidente para quem me conhece ou acompanha o blog, que eu gosto muito de livros, por isso, não consigo deixar de escrever resenhas, dar dicas e escrever esta série. Como ler é fundamental para qualquer pessoa e como eu leio muito, tento ajudar indicando livros para quem procura material relevante. E falando em relevância, começo a lista com um dos maiores teólogos da atualidade, indicando um livro que foi lançado em formato de edição especial, este ano.

CRISTIANISMO PURO E SIMPLES – C. S. LEWIS

Cristianismo Puro e Simples é aquele livro que deveria estar na primeira lista. Não sei o porquê cometi o erro de não incluir, pois a obra é leitura fundamental para quem segue a Cristo.

Como o título muito otimamente nos diz, a obra tem como principal objetivo falar de um cristianismo puro e simples. Lewis se concentra em discorrer sobre os pontos fundamentais para  uma fé coerente e equilibrada.

Leitura fundamental para quem quer conhecer os principais pontos da fé cristã.

BEM-ESTAR ESPIRITUAL – JOHN MACARTHUR

Este foi o terceiro livro fruto da parceria com algumas editoras, foi lançado este ano e o autor dispensa comentários.

O livro tem como proposta falar do Espírito Santo, desde o velho Testamento até o novo. Na verdade a obra é um verdadeiro tratado sobre o Espírito Santo, ele fala tudo e mais um pouco, terminando o livro com aplicações práticas para uma vida relevante.

HERMENÊUTICA – E. LUND & P. C. NELSON

Gosto deste pequeno, mas importante livro, que trata de Hermenêutica, que é a arte de interpretar a Bíblia.

O livro em si oferece ao leitor várias ferramentas de interpretação Bíblica, dá dicas e oferece bons caminhos para a leitura e compreensão da palavra.

Considero um livro fundamental para quem quer ler e compreender a Bíblia. A leitura é tranquila, as ferramentas fundamentais para a leitura e interpretação da palavra.

UMA FÉ PÚBLICA – MIROSLAV VOLF

Confesso que eu não conhecia este teólogo, são tantos e por serem muitos, procuro me concentrar em quem tem boas referências, não tenho dinheiro para perder com um livro meia boca. Entretanto, este livro eu ganhei em uma parceria com a editora e virou um dos meus livros preferidos.

O autor fala sobre tolerância e liberdade religiosa e sobre o papel dos cristãos na esfera pública. O destaque do livro, a meu ver, foi por conta das exposições sobre os tipos de fé, sobre os perigos de uma fé superficial e sobre como ele trabalhou o tema pluralismo.

Um livro lúcido e fundamental para quem quer entender e ser diferença neste nosso cenário pluralizado.

 AS 5 LINGUAGENS DO AMOR – GARY CHAPMAN

Li este livro há muitos anos atrás, apenas por ser leitura obrigatória de uma classe de estudos no qual fiz parte, e não me arrependi em ler em momento algum.

O livro mudou a minha vida e a forma no qual eu me relacionava com as pessoas, depois que lemos e compreendemos as várias linguagens de amor que existe, nossa vida nunca mais é a mesma.

O livro trata de cinco linguagens de amor que existem e de como cada um tem a sua linguagem, sua forma de se expressar e ser correspondido nestas linguagens.

Um livro fundamental para quem se relacionar de forma assertiva com quem ama.

 BRASIL POLIFÔNICO – DAVI LAGO

Neste nosso cenário político complicado, entender como os cristãos podem atuar nas estruturas de poder, quais são os desafios e perigos, é fundamental, e é sobre isso que o livro fala.

Escrito com uma linguagem simples, mas lúcida e profunda, o autor discorre sobre os vários nichos das estruturas de poder e como transitar nestas esferas de uma forma mais assertiva.

 O ROSTO DE DEUS – ROGER SCRUTON

Aprendi a gostar deste autor faz pouco tempo e já é um dos meus preferidos.

O livro é uma respostas ao ateísmo e fala sobre Deus e o seu lugar no mundo, que diga-se de passagem, tem sido cada vez mais ateu.  

A leitura é tranquila, nem tão densa e nem tão desafiadora, vai depender apenas do quanto você está acostumado ou não a ler linguagens mais rebuscadas.

Gosto dos diálogos do autor, principalmente quando ele define ou tenta definir Deus, e também quando o autor fala do rosto e a importância dele para identidade humana, ele faz alguns links usando o rosto como ponte e eu acho a reflexão bem importante.

DEUS O AMA DO JEITO QUE VOCÊ É – BRENNAN MANNING

Eu tenho medo de teólogos da chamada hipergraça, tenho um pé atrás com pessoas que acham que ser cristão não é ter uma vida mudada. Conheço muitos que servem a Deus e vivem uma vida que não reflete a vida de quem segue a Cristo. Em contra partida, eu sei que ninguém é perfeito, que todos nós temos as nossas dificuldades, é por isso que eu acabo gostando muito dos livros deste autor, sua sinceridade, autenticidade e simplicidade me impressiona.

O livro em questão é uma espécie de Biografia, pois o cenário do livro é a vida do autor. É um livro forte onde Brennan abre o coração e conta seus acertos, erros e seus problemas mais profundos.

Gostei muito de ler, é sempre importante lembrarmos que todos nós temos as nossas dificuldades, foi bom também ver como ele lidou com seus fantasmas e como ele encarou sua vida em um momento no qual ele estava muito debilitado.

É um livro que você às vezes fica com raiva do autor, as vezes pena ou admiração, mas que no fim, você se impressiona com sua conduta de vida.

POR QUE VOCÊ ACREDITA? – K.SCOTT OLIPHINT

Comprei este livro em uma promoção, é legal comprar um bom livro por um preço baixo, ainda mais quando você não conhece o autor. Não gosto de arriscar e investir dinheiro em um livro que não vale a pena, ainda mais quando você tem uma lista de ótimos livros para comprar.

O livro tem como tema a apologética, a defesa de fé, até aí o livro não é tão revolucionário. O autor escreve muito bem, mas em alguns capítulos ele trata de temas da mesma forma que alguns outros livros de apologética tratam, o diferencial do livro, que me faz coloca-lo nesta lista é justamente como ele trata os capítulos sobre Deus e o mal e o capítulo sobre Deus e o cristianismo.

O livro é ótimo para quem não tem contato com o tema, é bom também para quem quer fazer estudos em uma escola dominical ou grupos caseiros, ele é bem didático e possuí algumas ferramentas para que ele seja aplicado nestes lugares.

É um bom livro, não é mais do mesmo, talvez apenas em alguns capítulos, mas mesmo assim não acho que isso torne o livro irrelevante.

A BIBLIOTECA DE C. S. LEWIS- JAMES STUART BELL E ANTHONY P. DAWSON

Eu ganhei este livro e demorei para lê-lo, na minha inocente forma de pensar, eu não queria ler sobre os autores que influenciaram Lewis. Acabei lendo quando comecei a ficar sem opções de leitura, este é o problema de quem lê muito (e tem pouco dinheiro).

No fim, esta obra está entre as minhas preferidas no momento, o livro tem como propósito apresentar uma espécie de mosaico composto de inúmeros textos de autores que influenciaram Lewis. O bom da obra não é só conhecer as bases do pensamento de Lewis, pois para mim, isso continua não ser importante e sim conhecer através dos textos, outros ótimos autores.

O legal é que o livro é dividido por temas, com isso, você tem a mão uma gama de textos, quase todos eles de uma ou duas páginas, apenas alguns poucos maiores, referente a inúmeros temas sobre vida cristã.

Através deste livro, além de conhecer outros autores, você aprende muito com as passagens propostas pelos autores dos livros.

O texto é bem variado, algumas leituras tranquilas outras nem tanto, entretanto, para quem já tem contato com as obras de Lewis, a leitura vai ser bem mais tranquila do que ler alguns de seus livros.

Chegamos ao fim da lista de livros deste ano, são sempre listas de dez, justamente para incentivar quem gosta de ler a seguir um caminho. Estamos no fim do ano e deixei a lista para publicar neste último mês de propósito, justo para que você comece o ano com uma meta de leitura.

Leia, estude e busque conhecimento, aprenda que quando você não lê, acaba por não ter o que oferecer ao seu próximo. Saco vazio, como diz o ditado, não só não para em pé, mas acaba por não ter o que oferecer a alguém.

Por isso persista, cultive uma vida relevante, aprenda que o crescimento pessoal só vem com esforço, dedicação e organização.

7.069 visualizações

CRISTIANISMO SIMPLIFICADO – AUGUSTUS NICODEMUS

 

 

Dentre os muitos teólogos brasileiros, um dos mais relevantes e que tem se destacado muito ultimamente, por conta de seus livros e ótimas pregações disponíveis na internet é Augustus Nicodemus. Não posso deixar de salientar que ler um livro ou ouvir uma pregação deste pastor é sempre um prazer e um momento de aprendizado e crescimento.

Este ótimo lançamento denominado de: “Cristianismo Simplificado”, surgiu por conta de um programa de rádio, que depois acabou sendo também disponibilizado em formato de podcast, chamado: Em Poucas Palavras.

O livro é dividido basicamente em 5 capítulos principais, sendo que cada capítulo tem suas divisões, ou poderíamos dizer subcapítulos, abordando inúmeros temas relacionados a teologia e vida cristã. Como o programa era focado em responder perguntas, o livro ficou neste formato, diante disso, todos os pontos discutidos são em forma de perguntas e respostas.

O destaque do livro é na grande capacidade que o autor tem em simplificar assuntos um tanto quanto complicados, sem deixar simplista, ele deixa todos os tema acessíveis, com bastante base teológica e fundamentação. A leitura é tranquila e profunda, o autor é apaziguador, mas não deixa de comunicar a verdade que a Bíblia transmite.

Outro grande destaque é a capa, que diga-se de passagem, ficou ótima, muito bem elaborada. Tenho visto que os últimos lançamentos da editora Mundo Cristão tem vindo com ótima capas, o que proporciona a obra credibilidade, seriedade e respeito por quem vai adquirir o material.

Enfim, mais um grande lançamento da editora Mundo Cristão, um material relevante para quem quer aprender mais ou ter acesso a materiais relevantes para indicar aos seus amigos e discípulos.

O livro tem 205 páginas e foi lançado pela editora Mundo Cristão.  

163 visualizações

HERMENÊUTICA – E. LUND & P. C. NELSON

 

Hermenêutica segundo o dicionário é a arte de interpretar textos, em nosso caso, que somos cristãos, seria a arte de interpretar a Bíblia. Uma ferramenta importante, usada por pastores, missionários e todos que querem entender e buscar o real significado da mensagem que o texto bíblico quer nos passar. Contudo, apesar de sua importância, não é usada por todos, o que abre um leque de más interpretações e equívocos no qual vemos por aí. Teologias equivocadas, mensagens mal interpretadas e ensinos errados é o que mais vemos nesse nosso Brasil

O propósito do livro é falar de todas as ferramentas da hermenêutica, sendo que a maneira no qual os autores discorrem sobre estas ferramentas é prática, de fácil entendimento e explicação. Eles trabalham desde como deve ser a nossa disposição de interpretar a Bíblia, fala sobre a linguagem Bíblica, e termina dando muitas regras de interpretação como: A importância de entender a palavra no sentido que o contexto quer dar, a importância de consultar passagens paralelas, paralelos de ideias, paralelos de ensinos gerais, figuras de retóricas, hebraísmos e por aí vai.

São muitas as ferramentas para interpretar um texto Bíblico, e o autor discorre sobre as principais e dá algumas ótimas explicações para a compreensão e interpretação Bíblica. Vale à leitura, o texto é bem escrito, com uma linguagem de fácil interpretação.

Editora Vida, com 167 páginas

82 visualizações